Notícias

Um giro pelo Festival no sábado olindense 08/11/2015

O sábado em Olinda teve uma programação intensa do Cena Cumplicidades e o público concentrou-se no Alto da Sé, junto ao Palco Petrobrás, e também na Praça do Carmo, próximo à área do coreto. Foram várias atrações diferentes na grade do Festival voltadas tanto para o público infantil, que fez a festa no início da tarde, quanto para a população adulta, que curtiu os shows de Sasquaravana e Orquestra Contemporânea de Olinda.

Por volta das 16h já havia uma grande quantidade de pessoas aproveitando a apresentação da Rádio Matraquinha lá no Alto da Sé. Logo em seguida subiram ao palco as Fadas Magrinhas, uma das atrações que mais animaram a criançada com seu repertório musical de ritmo bem pernambucano e cheio composições autorais e releitura de clássicos infantis. Sheila e Marcela foram algumas das várias pessoas que trouxeram os filhos para aproveitar a festa e toda a programação de Olinda.

O Coletivo Eu Passarinho, que animou os pequenos no último final de semana, também marcou presença ontem no Alto da Sé, bem ao lado do Palco Petrobrás. E foi junto ao Coletivo que as fadas encerraram sua apresentação depois de mais ou menos 1h.

Com o fim do show infantil no palco, pequenas performances aconteceram espalhadas pela Sé.
Em frente à Escola de Samba Preto Velho, a companhia espanhola Hurycan apresentou-se novamente no Cena, dessa vez com a peça Te Odiero (versão original de Je te Haime, encenada dia 05/11 no teatro). A Cia. Corpos Nômades (que já havia se apresentado dia 06/11 no Festival) também estava no local e fez uma performance de dança em frente ao Palco Petrobrás.

Depois disso, o público pôde curtir a paisagem da cidade do Alto da Sé ao som do Dj Centurion da Mata para logo em seguida subir ao palco a Orquestra Contemporânea de Olinda, apresentando seu terceiro álbum, Bonfim. O show concentrou uma grande quantidade de pessoas, entre adultos e crianças, que aproveitaram a música ao vivo cantada para exaltar a cultura regional.

Entre o público presente, muitos tinham visto a programação do show e vieram especialmente para isso. Carliane disse que acompanhou tudo pela fan page do Cena Cumplicidade e trouxe a mãe e a irmã para aproveitar a apresentação. Grazi veio do Espírito Santo para conhecer a cidade, se deparou com o Festival e curtiu o show, que para ela estava “lindo, bem montado, bem planejado”.

Terminada a apresentação na Sé, as pessoas desceram para a Praça do Carmo e apreciaram o show musical do Sasquaravana, um projeto de música autoral que faz apresentações em vários locais públicos num estilo reggae, afrobeat e eletrônico. Jéssica disse que assistiu ao show da Orquestra e desceu para conhecer o som do Sasquaravana; Anderson também foi para Olinda curtir a programação musical do Festival.

Todas as atrações apresentaram-se num clima tranquilo, mas com muita energia, e animação. Hoje, a programação do Cena Cumplicidades segue com força total em Olinda no último dia do Festival.


Bárbara Valdez

VOLTAR