Notícias

Cena Cumplicidades inundou o Recife com a força da dança 07/11/2015

O Cena Festival encerrou ontem sua programação na cidade do Recife. Foram 09 dias de uma movimentação intensa que contou com apresentações de dança contemporânea, teatro, workshop, seminário e uma tarde para mostrar projetos ainda experimentais do universo artístico da dança.

O evento iniciou no dia 29/10 com o espetáculo francês, Tordre, cuja apresentação movimentou bastante o Teatro Marco Camarotti, no Sesc de Santo Amaro. Nos dias seguintes, os espetáculos espalharam-se por outras partes da cidade e o público também pôde conferir apresentações no Teatro de Santa Isabel e no Teatro Luiz Mendonça - Parque Dona Lindu.

No total foram 10 espetáculos diferentes de dança e 01 peça de teatro de rua, que abordaram uma diversidade de temas, desde questões leves a conteúdos impactantes sobre agressão. Passaram pelo Recife as peças La Wagner, N(own)on, Immersion, Las Mariposas, ApersonA, entre várias outras.

Além dos espetáculos, o Cena Cumplicidades trouxe para o público uma discussão teórica e prática acerca do universo da dança. Durante os dias 04 e 05/11, ocorreu um workshop na Universidade Federal de Pernambuco feito pela companhia paulista de dança Corpos Nômades. Os participantes da oficina puderam trabalhar junto com os bailarinos os conceitos práticos de movimento, além de contribuírem para o espetáculo que foi apresentado pela companhia na sexta-feira, dia 06/11.

Ainda sobre a discussão artística da dança, o Festival realizou um seminário na Caixa Cultural no dia 04/11 e debateu, das 10h às 18h, sobre a temática “Arte como Estado de Encontro”. Nesse momento a mesa recebeu 07 pessoas que conversaram com o público sobre a inserção da dança em festivais, sobre as redes de dança no Brasil e no mundo e sobre novos espaços para dar acesso à arte.

Ontem, no último dia do Festival em Recife, o espaço foi dedicado à dança experimental, onde além da apresentação da Cia. Corpos Nômades houve também um ensaio aberto do grupo Cláudio Lacerda/Dança Amorfa. Este ainda fez um bate-papo com o público sobre o processo de criação do seu projeto.

A equipe do Festival acompanhou todas as apresentações, conversou com o público presente e com os artistas, conseguindo captar e registrar as impressões iniciais sobre cada momento do evento. Todos os registros do Cena Cumplicidades podem ser encontrados na aba Notícias aqui do site, no Flickr e na fan page oficial. E ainda dá tempo de aproveitar a emoção do Festival em uma programação recheada de atrações neste final de semana em Olinda.


Bárbara Valdez

VOLTAR